quinta-feira, 10 de julho de 2008

beijosmeliga

Cansada dos sorrisinhos simpáticos. Não suporto sequer a ideia daquelas convenções sociais falidas, logo imagino os sorrisinhos e isso me irrita profundamente. Odeio os sorrisinhos, como odeio. Odeio as relações forçadas por tempos amenos e vazios. Odeio as recolocações, as substituições. Irrita-me profundamente a obrigação de dar atenção a quem não quero. E odeio mais ainda que me deem carinho forçado. Não suporto os fingimentos. Prefiro antipatia, sempre.

2 comentários:

Jamila disse...

eiaaaa!!!
pegou pesado, hein, berenice?!
que tal se todo mundo só falasse com quem ama profundamente? nenhuma amizade nem começaria... sou mais sorrisos forçados que podem se tornar gargalhadas do que silêncios e caras fechadas que dão em nada.
agora os fingimentos em relações já estabelecidas devem ser evitados mesmo. mas eles têm sua utilidade, baby. imagina se, como cachorros, rosnássemos sempre que encontrássemos alguém da mesma espécie passando? vai que esse alguém é mais esquentadinho... dá briga. quanta gente de olho roxo na rua... isso pra não pensar nos tiros... mulheres viveriam com mexas de cabelo faltando. um horror!

beijomeliga.
:*

Monocóvica disse...

rather than love, fairness, fame,....give me truth!